O ano já está a terminar e chegou a hora de se preparar para as novas tendências de SEO para 2018! Let’s do it?

Com a popularização da internet e novos players surgindo a cada instante, tornar-se visível nos buscadores e investir no marketing digital tornou-se primordial nos dias de hoje. A internet é referência na busca de qualquer informação e, não estar presente nela, acaba diminuindo a credibilidade e potencial de conquistar novos mercados. De nada adianta estar presente nos buscadores e não ser encontrado pelo usuário. A visibilidade é muito importante, e é para isso que servem as ações de SEO (Search Engine Optimization) e SEM (Search Engine Marketing). Nesse artigo iremos falar sobre as principais tendências de SEO para 2018 e como podem preparar vosso site.imagem ilustrativa

Para perceber um pouco mais sobre o assunto, temos alguns artigos já publicados que podem ajudar:

As transformações neste setor ocorrem a todo o instante. É preciso ficar atento, pois o que um dia já foi considerado uma boa estratégia ou tendência, hoje pode ser ultrapassado, podendo, inclusive, prejudicar seus resultados. 2016 foi marcado como o primeiro ano onde as buscas em dispositivos moveis ultrapassaram as nos desktops. Já os planos de SEO para 2017 foram inteiramente ligados na experiência do usuário. Este entende que tem uma boa experiência nos seguintes casos:

  • site de fácil acesso;
  • conteúdo relevante;
  • adaptação ao mobile;
  • uso correcto de imagens.

Antes de ler sobre as tendências de SEO para 2018 e como se preparar, verifique se o teu site já possui o básico necessário, e teste a sua relevância e de qualquer outro site, através de uma extensão do Google Chrome chamada Woorank. Para instalar é simples, basta clicar aqui.

SEO e análise web

Tendências de SEO para 2018

  1. Comando de Voz (voice search)
  2. Respostas Rápidas do Google (Featured snippets and quick answers)
  3. Tenha um site seguro em HTTPS
  4. Paginas Aceleradas (Accelerated Mobile Pages – AMP)
  5. Procura Visual (Visual Search)

imagem ilustrativa

Abaixo contamos um pouco sobre cada uma delas, porque são uma tendência e algumas dicas de como se preparar.

 

tendencia-de-seo-para-2018-comando-de-voz

1. Comando de voz (voice search):

O que é o comando de voz:

O comando por voz é a procura por qualquer conteúdo na web através da interpretação da fala em microfones por computadores ou equipamentos.

Por que é uma tendência:

De acordo com o Google, 1 em cada 5 pesquisas é feita por comando de voz através de assistentes digitais pessoais e este número só tende a crescer. Pode-se dizer que em 2020 o que corresponde hoje à 20% das pesquisas por voz deve passar à 50%. Ou seja, um crescimento muito rápido considerando um espaço de 2 anos.

E por que a expectativa é crescer? Cada vez mais as pessoas usam o mobile para realizar tarefas diárias. Como na busca por voz não é preciso digitar, ela torna-se uma opção mais conveniente para encontrar respostas rápidas e relevantes. Uma hipótese desta mudança de comportamento é que as pessoas estejam mais acomodadas e atarefadas; com isso, pesquisar pelo melhor restaurante – sem ter que digitar em uma tela que muitas vezes parece pequena para quantidade de teclas  -, vem se tornando mais comum.

Dicas para se preparar para 2018:

  • Incluir keywords específicas (long tail keywords) – Como o uso do comando de voz costuma estar associado a momentos em que estamos a buscar uma informação exata, a procura pela resposta mais certeira tem sido através de palavras mais específicas. Se a sua palavra-chave é muito abrangente, como o utilizador conseguiria encontrar exatamente a resposta do que precisa?
  • SEO Local – Muitas pesquisas de voz giram em torno de consultas de navegação como, por exemplo, procurar organizações vizinhas ou na vizinhança. Por isso, é importante usar palavras como “mais perto”, “mais próximo” e responder às questões de pesquisa como horários e distâncias.
  • FAQ (Frequently Asked Questions) – Ter uma seção de FAQ no website com perguntas frequentemente feitas pelos consumidores e as respectivas respostas. Pense em como o público faria essa pergunta, se coloque no lugar dele para garantir que terá a resposta que ele procura. Se possuis o site em WordPress, há ainda uma série de plugins que podem ajudar-te!
  • Linguagem – Use linguagem mais natural e em tom de conversação. Afinal, é a forma como a própria busca é feita pelo usuário. Sem isso, ter keywords específicas ou uma seção inteira de FAQ não garantirá bons resultados nas buscas.

2. Respostas Rápidas do Google (Featured snippets and quick answers):

O que são as Respostas Rápidas do Google:

É quando o resultado de uma pesquisa aparece em um bloco com trechos destacados na parte superior da página de resultados do Google.  O resumo que aparece neste bloco é, na verdade, um trecho extraído do que um visitante veria na página do site, porém aprimorado para chamar a atenção do usuário na página de resultados e dar a resposta de forma mais rápida.

Há 3 formas que o Google pode apresentar as respostas rápidas:

  1. Parágrafos – formato de resposta à perguntas como “quem é…”, “por que…” e “o que é”
  2. Listas – formato de resposta à pesquisas como instruções de receitas e DIY
  3. Tabelas – formato de resposta à pesquisas como comparativo de preços e dados/resultado

Tipos de Respostas Rápidas Google

Por que é uma tendência:

O surgimento das respostas rápidas do Google gerou uma corrida pela nova posição “0” nos resultados de pesquisas. Por aparecem no topo da primeira página, antes de qualquer artigo ou anúncio, a otimização para esse formato tornou-se imprescindível.

Mas há boas notícias! Pesquisar a fundo sobre a intenção de pesquisa do usuário e como otimizar um conteúdo para atender a essa necessidade – e, consequentemente, aparecer na caixa de resposta rápida, – pode aumentar a autoridade de um site, além da conversão de sua página.

Dicas de como se preparar para 2018:  

  • Conteúdo em formatos amigáveis – Listas, tabelas e gráficos tendem a ser populares, além da criação de conteúdo em formato perguntas-e-respostas. Isso facilita o Google a encontrar e extrair o conteúdo certo para aparecer como um snippet destacado.
  • Busca por voz – sim, comando de voz está com tudo! A combinação dessas duas tendências tão populares é uma oportunidade gigante para subir voando ao topo dos resultados. Como citamos logo ali em cima, considere focar em palavras-chave mais longas e linguagem natural.
  • Respostas rápidas – Criar o conteúdo já a pensar em como ele responderia rápido e diretamente à uma pergunta. Geralmente, segue uma estrutura de “como” ou “o que”. É a tentativa do Google de usar a intenção de pesquisa para organizar os resultados de uma maneira mais útil.

 

tendencia-de-seo-para-2018-comando-de-voz-https

3. Tenha um site seguro em HTTPS – o quanto antes!

O que é HTTPS:

A sigla HTTPS significa Hyper Text Transfer Protocol Secure, que em português quer dizer  “Protocolo de Transferência de Hipertexto Seguro”. Em sites com este endereço, a comunicação é criptografada, aumentando significativamente a segurança dos dados.

É como se seu computador e o servidor conversassem em uma língua que só os dois entendem, dificultando a interceptação das informações. Ou seja, uma vez conectados sob esse protocolo, a experiência on-line se torna segura e privada.

Por que é uma tendência:

Você sempre deve proteger todos os sites com HTTPS, mesmo que eles não lidem com comunicações sigilosas e o que começou como uma exigência para sites de bancos ou e-commerces agora já se expandiu para toda a web. O HTTPS passou a ser, inclusive, uma exigência de muitos recursos das versões dos  navegadores, especialmente dos necessários para os aplicativos web progressivos.

No início deste ano o navegador da Google, o Chrome, passou a “marcar” como inseguros na barra de endereços do navegador os sites que não apresentassem o HTTPS como protocolo de seu conteúdo. A  Apple já vem também exigindo dos desenvolvedores que as comunicações entre os aplicativos e seus servidores sejam via conexões HTTPS para garantir uma segurança online. Com isso, não se preparar para essa nova exigência prejudicará – e muito – o rankeamento do site nos motores de pesquisa.

Dicas para se preparar para 2018:

  • Certificado SSL – basicamente, para o seu site estar seguro é necessário ter um certificado SSL, um código implementado no servidor que permite a encriptação de conteúdos. Podes conferir como emitir um certificado aqui e aqui.

 

Mobile é responsável por 75% do tráfego na internet

4. Páginas Aceleradas (Accelerated Mobile Pages – AMP):

O que é AMP :

Accelerated Mobile Pages (AMP) é um sistema que otimiza o conteúdo de um site para um carregamento mais rápido no dispositivo móvel.

Por que é uma tendência:

As compras pelo celular estão crescendo cada vez mais. A média mundial de usuários que compra um bem ou serviço, a partir de um dispositivo móvel de forma regular, chega a 38%. As empresas têm feito grandes esforços quanto ao processo de pagamento (Paypal, por exemplo) e a melhoria na experiência do usuário. Isto porque um carregamento lento da página pode ter grande impacto negativo na jornada do consumidor. Se o carregamento da página demora, ele pode desistir do processo de compra. O AMP será uma tendência de SEO para 2018 por duas razões:

1)  Terá uma procura de pesquisas rápidas, e diretas no mecanismo de busca das páginas de pesquisa.

2) No ano passado, o Google anunciou que passou a considerar o conteúdo da versão mobile de uma página para atribuir seu posicionamento.

As páginas AMP possuem uma arquitetura que tem como objetivo diminuir a velocidade de carregamento.

Essa arquitetura é dividida em 3 configurações diferentes:

  • AMP HTML: um código HTML diferente, com restrições e extensões, indo além do HTML básico. A maioria da suas tags são normais de HTML, mas algumas são substituídas por tags específicas do AMP;
  • AMP JS: responsável por assegurar a renderização rápida de páginas AMP. Sua principal função é tornar assíncrono tudo o que é externo, para que nenhum elemento da página possa bloquear a renderização de outro;
  • Google AMP Cache: é opcional, mas armazena todas as páginas em AMP HTML em cache nos servidores do Google e melhora o seu desempenho automaticamente. Outras empresas também podem desenvolver seu próprio cache de AMP.

Dicas para se preparar para 2018:

  • Criar blocos de anúncios separados em páginas AMP para fins de segmentação, geração de relatórios e controle.
  • Evitar criativos pesados.
  • Evitar intersticiais ou outros formatos do anúncio que causem reflow do conteúdo no carregamento do anúncio.
  • Implementar anúncios nativos para que eles concorram com os gráficos. Para isso, use as solicitações de anúncios de vários tamanhos. Assim, você aumenta a demanda e proporciona a melhor experiência do usuário aos seus leitores.

 

fotografias tiradas por usuários

 

5. Procura Visual (Visual Search)

O que é Visual Search:

A tecnologia da Procura Visual consiste em possibilitar que a busca nos sites de pesquisa seja feita utilizando fotografias que os usuários tiraram de seus dispositivos móveis.

Por que é uma tendência:

Na nossa cultura atual a imagem tem presença cada vez mais relevante e isso diz respeito tanto aos consumidores quanto as marcas. Muitas razões tornam a procura visual uma tendência, por exemplo:

  • 74% dos consumidores dizem que a procura por texto não é eficiente para encontrar os produtos que desejam online;
  • a perspectiva de crescimento até 2019 é de U$25.65 bilhões de dólares no mercado de reconhecimento digital;
  • 80% dos consumidores tendem a se enganar com conteúdos que contenham imagens;
  • conteúdo com imagens ganham 94% mais visualizações do que os que não possuem;
  • imagens são o fator mais importante para a iniciativa de compra, segundo 93% dos consumidores

tecnologia da procura visual

A Procura Visual é uma tendência para a SEO em 2018, isso não só tem implicações no nível formal, mas também afeta a própria essência das pesquisas, que agora começam a partir de uma imagem. Assim, não há mais ambigüidade ou divergência, algo que ocorre quando é um indivíduo que determina quais palavras descrevem o que ele está procurando.

Apesar dos avanços recentes, os motores de busca ainda têm dificuldade em processar imagens da maneira que seria desejável, uma vez que são necessários processos muito sofisticados que passam por um aprendizado profundo, um sistema de aprendizagem que tenta imitar o cérebro humano No entanto, já estamos na estrada: a busca visual é uma das tendências de marketing digital para 2018.

Dicas para se preparar para 2018:

Por ser extremamente recente, a tecnologia da Procura Visual é utilizada, por enquanto, apenas por algumas grandes plataformas de pesquisa e interação social. A dica é se interar de ferramentas como Lens, utilizada pelo Pinterest e pelo Google. Lens utiliza da inteligência artificial para identificar tanto lugares, quanto objetos e fazer com que apareçam na tela automaticamente quando o usuário da scroll.Nova ferramenta de inteligência artificial do Google

 

Para perceber mais sobre esta nova ferramenta que promete deixar a câmera do seu smartphone mais inteligente, e dar um grande passo na forma como os usuários fazem buscas na internet, leia mais na matéria publicada neste blog de Marketing Digital de Resultados.

imagem ilustrativa

Conclusão

Uma boa estratégia de SEO possibilita aumentar a visibilidade e melhorar o posicionamento de qualquer website nos resultados de pesquisa. É muito importante se atentar as novas tendências que surgem no mercado, para obter um site optimizado e um tráfego segmentado e qualificado.

Neste artigo listamos apenas algumas das principais tendências de SEO para 2018, mas existem muitas outras, é preciso ficar sempre ligado! Toda e qualquer estratégia de SEO deve ser incorporada no início do desenvolvimento do projecto do website e ser constantemente reforçada.

Para fechar e reforçar a importância de estar sempre por dentro das novas tendências de SEO, listamos algumas vantagens e desvantagens sobre o assunto:

Vantagens de SEO:

  • Audiência altamente segmentada. Os usuários só entram no site se estiverem a procura por informações sobre os produtos ou conteúdo relacionado
  • A maior parte dos usuários prefere os resultados orgânico aos pagos
  • Qualquer empresa pode concorrer com qualquer empresa
  • Custo muito baixo
  • Retorno gerado elevado

Desvantagens de SEO:

  • Forte concorrência por existirem milhões de páginas indexadas. Estar entre os primeiros resultados é um enorme desafio
  • Algoritmo em constante mutação
  • É impossível garantir rankings e cliques através de SEO

 


 

Este artigo foi escrito no âmbito do módulo SEO-SEA do curso de Digital Marketing & Strategy da EDIT. – Disruptive Digital Education por:

 

deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Agência.pt - Agência PONTO pt